NOITES RUMINANTES uma produção Prado

Depois do sucesso da festa final dos Amigos Coloridos no festival Alkantara ao som
da dupla Guerreiro-Galante, as danceterias regressaram ao Jardim de Inverno do S. Luiz pela mão (e pezinho de dança!) da Prado. Noites Ruminantes foram festas sonoras inesquecíveis de homenagem a artistas de referência, com batalhas e duelos entre Dj’s, performances inesperadas acompanhadas de cocktails improváveis, muita make up, muitos saltos altos e brindes épicos ao sabor de acepipes deliciosos.

1ª noite ruminante: Os Amigos do Acácio
A primeira Noite Ruminante esteve a cargo do DJ Nelson Guerreiro que “olhou para trás com os ouvidos virados para a frente” e do Chef Ró com as suas receitas “rudes, simples e basilares”, herança de uma mãe e de uma avó de Amares (Minho) que em tempos conheceram Acácio Nobre, homem de referência do século XIX que o século XX se encarregou de eliminar dos registos da História.

2ª noite ruminante: Os Amigos de Marina
No dia 16 de Outubro, a noite foi de arromba e prolongou-se até de madrugada. A Noite era dedicada a Marina Abramovic e como ela gosta de dançar, dançou-se até ao limite. Aliás nessa noite, todos os limites foram transpostos, fazendo justiça à grande performer:  em modo “remake”, foram reproduzidas e reinterpretadas algumas das suas performances mais emblemáticas: “The Artist is present, The Writer is Absent” ou “Food must be beautiful” (em vez de “Art must be beautiful”) “The Onion”, “Imponderabilia” , ou outros happenings ao vivo ou projectados em video. A música foi uma viagem no tempo e no espaço onde o set dos DJ’s Gerreiro/Galante nos levaram a 1967 com Happy together dos The Turtles, a 1977 com Carry out, Turn me on dos Space ou mesmo a 1981. Em 1996 dançamos comTricky e acabámos a noite ao som de Souvenir dos OMD porque acreditamos em finais felizes.
Além das performances e da música non-stop como se não houvesse amanhã, a noite foi ainda decorada com as experiências culinárias do Chef Ró e as suas inspirações/influências Servo-Montenegrinas, “um teste à resistência física, mental, intercultural e extra-sensorial”.

3ª noite ruminante: Os Amigos de Verne
A última das Noites Ruminantes da Prado ocupou o Jardim de Inverno no dia 20 de Novembro e foi dedicada a Júlio Verne.
Como será o futuro? Viveremos no espaço? Deslocar-nos-emos por telepatia? Seremos capazes de ler o pensamento? Ou simplesmente ultrapassaremos a crise e o buraco do ozono sem nunca ter lido Júlio Verne? Esta foi uma Noite Ruminante que homenageou o pai de quase todas as previsões e de quase todas as invenções científicas. No dia 20 de Novembro pudemos dançar as 20.000 léguas submarinas, visitar o centro da terra, pisar a Lua ou simplesmente encontrar o marciano da nossa vida numa Lisboa do Século XXII. O desafio foi simples: embrulharmo-nos no universo verniano e, vestidos a rigor, festejar.
Tal como nas edições anteriores, a comida esteve a cargo do Chef Ró, que apresentou Uma Volta ao Mundo em 80 Minutos, uma performance gastronónima e psicadélica, científico-natural e ego-emocional, quântica e futurista, A música foi dividida entre Mr. Bird, que montou os alicerces musicais para o clássico A Ilha Misteriosa e a dupla Guerreiro-Galante, que no camarote presidencial do Teatro São Luiz, prepararam para cada visitante um set privado e atrevido, cumprindo os sonhos mais íntimos de  aventura de um Jules Verne que há em todos nós.

EQUIPA
Criação e coordenação: Patrícia Portela, Helena Serra, Isabel Garcez e Pedro Pires, Produção: Prado
Convidados: Dj’s Nelson Guerreiro e João Galante, Steve Bird (aka Mr. Bird), Chef Ró, Cláudia Jardim, Alface, Pedro Frutuoso, Yann Gibert, Sofia Pimentão, Carolina Hofs.
Apoio técnico: São Luiz Teatro Municipal

NOITES RUMINANTES 2010
18 de Setembro
16 de Outubro
20 de Novembro
 




imagens